Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Gazeta do Repórter

Informar e acompanhar a cultura, desporto e reportagens. Dar voz a quem não a tem e dar destaque a quem merece ser destacado!

A Pandemia Trouxe Grandes Mudanças na Páscoa e na Igreja!

12.04.20 | Rogério Rosa

         padre andre.jpg            Este ano de 2020, vai ser um ano inesquecível a todos os níveis. A pandemia que se vem a alastras dede Fevereiro, que em Março apanhou quase todos em todo o mundo. Portugal, sem qualquer excepção. Neste momento, há já 504 mortos e mais de 16 mil infetados.

          A desgraça e o confinamento de pessoas em casa. Pessoas idosas vulneráveis pela saúde, sendo pessoas de risco. Têm de obrigatoriamento usar máscara e luvas e não sairem de casa. De um momento para o outro, o país viu-se numa situação, nunca imaginada. Muitos trabalhads em teletrabalho e outros, a perderem os seus empregos.

          O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, decretou o Estado de Emergência com as devidas de medidas de restrição. O número tem aumentado e as pessoas têm respeitado as normas de segurança e do isolamento social. Mas, nem toda a gente cumpre, ou porque não acredita muito no perigo ou porque acham, que se acontece aos outros e há quem tivesse ido para a praia de Carcavelos.

           De semana para semana, encontram-se as ruas vazias. Autocarros vazios. Por vezes olhamos para tudo isto e ficamos tão assustados e com a sensação que o Mundo parou e que morreu quase tudo. Sem turistas a encherem as ruas, sem multidões na Baixa de Lisboa, nas esplanadas, fica-se parado com a sensação estranha! Com o aumento dos infetados e o número de mortos a crescer também, obrigou todo o mundo, a afastarem-se dos seus familiares, de se beijarem, abraçarem e a lavarem frequentemente as mãos e a desinfetá-las. Explodiu a solidariedade entre todos. A formação de Hospitais de Campanha, que servem de retaguarda aos Hospitais centrais, Curry Cabral e Santa Maria. No norte, S- João e Santo António, também têm o seu hospital de Campanha, sendo que, o próximo vai ser no Pavilão Rosa Mota. Também as Câmara Municipais de Lisboa e Porto, se preocuparam com os sem abrigo, que canalizaram abrigos e pavilhões para os acolher.

          Todos comunicam através da net. Deixou de haver teatro, espetáculos, idas a museus. Deixou-se de viver quase. Escolas, creches, universidades, tudo encerrado. O Goverrno implementou a tele-escola e as universidades tambem são aulas online.

           Para os católicos, irem á missa ao Domingo, era um dever, uma missão. Agora seguem as missãs através da tv ou do facebook. Nesta altura tão marcante que é a Páscoa, há quem se lembre de coisas bem originais, só para que não se quebre o espirito. Assim no norte, o Padre André Ferreira de Macieira da Lixa, que todos os anos faz o compasso pelas 4 paróquias de onde é pároco. Este ano e devido á Pandemia e porque não pode haver cortejo, nada melhor, pensou ele, que o fazer na mesma, mas numa moto 4. Motoqueiro como todos lhe reconhecem fervoroso adeptp e talento, não deixou os seus fieis ficarem sem o devido compasso.

 

covi-19.jpg

 

             Este Padre, não é um Padre qualquer, foi quem me casou em Macieira da Lixa. Um Padre, que também canta, representa e encena, num grupo seu de teatro. A igreja de Santa Leocádia na Maciera da Lixa, é uma igreja simples e acolhedora e em 2004, mais acolhedora ficou com o meu enlance.

          Temos de ter Fé, esperança e respeitar as normas da Direção Geral de Saúde, ficar em casa e lavar sempre as mãos e ter sempre o cuidado de afastamento social.

 

#fiquememcasa

#radardeinformacao