Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Gazeta do Repórter

Informar e acompanhar a cultura, desporto e reportagens. Dar voz a quem não a tem e dar destaque a quem merece ser destacado!

Não há palavras para tanta irresponsabilidade!

07.06.20 | Rogério Rosa

povo irresponsável.jpg

           Começo pelo titulo. A imagem que o Gabriel Boavida postou, espelha bem a irresponsabilidade de um povo. Multidões sem respeitar distancias. Não que a mesma não seja importante, obviamente que sim, devido aos acontecimentos racistas nos Estados Unidos, que em Portugal também os há, de cor de pele e de género, etc.

          Estamos em desvantagem com um vírus que tem qualidades inquestionáveis em relação ao ser humano. É invisível, desconhecido mas sobretudo é COESO e UNIDO. No mundo do Covid-19 não há relatos de Racismo, de conflitos de interesses, de estudos contraditórios de peritos, nem de teorias da conspiração, fronteiras nacionais e muito menos teorias políticas.

         

manif.jpg

 

          Temos de facto muito a aprender!

          Com a subida da Covid-19 em Lisboa e Vale do Tejo, obriga a fechar as consultas normais e cirurgias não urgentes nos principais Hospitais de Lisboa, Amadora, Sintra e Loures. Contudo, os profissionais de Saúde não querem palmas ás janelas ou ás portas dos hospitais. Querem respeito, responsabilidade de todos. Há enfermei9ros que saem estafados dos seus turnos e a  caminho de casa o que conseguem ver? Gente ao munte nos cafés e a reação que têm, é chorarem de raiva pela falta de moral, responsabilidade para quem trabalha mais de 16 horas para salvar outros, que, querem de facto serem salvos. Será que toda a multidão que esteve na manifestação em Lisboa, Porto e Coimbra, querem mesmo serem salvas?

profissionais de saude.jpg

 

 

#radardeinformacao/

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

anúncios

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.