Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Gazeta do Repórter

Informar e acompanhar a cultura, desporto e reportagens. Dar voz a quem não a tem e dar destaque a quem merece ser destacado!

Regina Duarte, o Antes e o Depois da Atriz da Globo.

10.05.20 | Rogério Rosa

regina duarte.jpg

          A entrevista concedida por Regina Duarte para a CNN Brasil, na noite da última quinta-feira (07), deu o que falar nas redes sociais.
A atriz e atual secretária de cultura do governo Bolsonaro foi bastante criticada pela maioria da classe artística. Só que, dessa vez, sobrou até para a filha da veterana, Gabriela Duarte.
          Muitos seguidores resolveram deixar diversos comentários na última publicação feita pela atriz no Instagram, cobrando um posicionamento da mesma sobre as atitudes da mãe.
          Enquanto uns questionavam se Regina tinha algum problema, outros pediam a internação da secretária.
“Tu não tem vergonha da tua mãe, não? Pelo amor de Deus!”, perguntou uma internauta. “Amada, desculpa me intrometer, mas não seria o caso de interditar sua mãe?”, sugeriu outra. “Dá uns toques nela porque ela precisa. Assistir uns documentários, quem sabe ler uns livros de história talvez ajude”, completou uma terceira.
           Até o momento, Gabriela ainda não se manifestou sobre o assunto.
Regina Duarte acabou se irritando durante uma entrevista concedida para a ‘CNN Brasil’, na última quinta-feira (7).
          Tudo começou quando uma mensagem de Maitê Proença, questionando as atitudes da ex-global na sua gestão, começou a ser veiculada.
          A secretária se irritou e começou a perguntar os motivos de estarem apresentando o vídeo, que foi enviado para a imprensa nesta tarde. A gravação foi interrompida e a ex-atriz retornou a falar.
         “O que você ganha com isso? Quem é você que está desenterrando uma fala de Maitê de dois meses atrás? Eu não quero ouvir, ela tem o meu telefone. Eu tinha tanta coisa para falar, vocês estão desenterrando mortos”, destacou Duarte.
          Logo em seguida, Regina foi questionada a respeito das mortes que ocorreram no período da Ditadura Militar: “Stálin, quantas mortes? Hitler, quantas mortes?”, rebateu.
E acrescentou: ”Não quero arrastar um cemitério de mortos nas minhas costas, sou leve. Tô viva, estamos vivos. Vamos ficar vivos. Por que olhar para trás? Não vive quem fica arrastando cordéis de caixões”, destacou.
         Já sobre a pandemia do Novo Coronavírus, destacou que há uma morbidez envolta da doença e assegurou não que queria fazer um ”obituário” sobre as mortes de artistas que foram causadas pela doença. A entrevista acabou sendo encerrada após a confusão.
         Nas redes sociais, Bruno Gagliasso, Walcyr Carrasco, Anitta e Claudia Abreu foram alguns dos artistas que ficaram chocados com as declarações da secretária.
Após entrevista polêmica de Regina Duarte, fãs pedem que Gabriela Duarte tome uma atitude

         Por falar em Regina Duarte.
Da consagrada atriz, que sempre foi sucesso em 50 anos de carreira, para a Regina Duarte, que rendeu à muito má política de Bolsonaro. Na minha opinião, são coisas diferentes, embora seja a mesma pessoa. Sobre ela, não se podem apagar 50 anos de TV, novelas de estrondoso êxito.
         Descordando dela como política em tudo, mas há de facto, 2 Regina’s Duarte na mesma pessoa.
        Conheci o ator brasileiro Paulo Betti, que sem ninguém a perguntar o óbvio sobre o que se estava a passar no Brasil entre o Governo Bolsonaro e a colega dele, Paulo, Regina Duarte. Houve na sala do teatro A Barraca, um burburinho. Deixo o artigo que escrevi.
          https://agazetadoreporter.blogs.sapo.pt/encontro-com-o-ator-brasileiro-paulo-7022?fbclid=IwAR0d7VHiu3jKGWRqwiEKMLymngtTViBNBm_zeGPhXqrDTAT_8haMNrSRkVs
Muitas são as criticas, contra as suas ideias e o “casamento” com Bolsonaro, mas também, muitos são os apoiantes. Não apoio a Regina Duarte, a politica, pois não sou brasileiro, mas apoio sim, a Regina Duarte e o seu longo percurso na representação. Uma atriz completa, talentosa e cujas suas personagens foram um marco na história da Globo e para todo o mundo em que alguns dos seus trabalhos percorreu. Se não aqui está um pico disso:
Regina Duarte
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Saltar para a navegaçãoSaltar para a pesquisa
Regina Duarte
Regina Duarte em 2019
Nome completo
Regina Blois Duarte
Apelido(s)
A Namoradinha do Brasil
Nascimento
5 de fevereiro de 1947 (73 anos)
Franca, SP
Nacionalidade
brasileira
Ocupação
atrizdiretora de teatro
Atividade
1965–presente
Cônjuge
Daniel Filho (c. 1978–79)
Del Rangel (c. 1983–95)
Outros prêmios
Lista[Expandir]
IMDb: (inglês)
Regina Blois Duarte (Franca, 5 de fevereiro de 1947) é uma atriz e diretora de teatro brasileira. Estreou em 1965 na TV Excelsior, onde começou em papeis menores até se tornar protagonista de novelas como Anjo Marcado, Legião dos Esquecidos e O Terceiro Pecado. Em 1969, devido a crise financeira na emissora que levou-a falência pouco tempo depois, transferiu-se para a Rede Globo e fez dezenas de personagens marcantes, como em Irmãos Coragem, Selva de Pedra, Sétimo Sentido, Roque Santeiro, Vale Tudo, Rainha da Sucata, O Astro (2011) e Malu Mulher, além da trilogia das Helenas em obras de Manoel Carlos – História de Amor, Por Amor e Páginas da Vida.
Convidada pelo presidente da República Jair Bolsonaro para assumir a Secretaria Especial da Cultura, Regina aceitou e tomou posse no cargo em 4 de março de 2020.
Para mim, há 2 Reginas, a que é ou foi grande atriz e a Regina, que caiu nas malhas de um ditador, mau governador e um péssimo politico, que continua a brincar com quem sofre, morre e seus familiares.

cover photo, A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas a sorrir

 

#radardeinformacao