Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Gazeta do Repórter

Informar e acompanhar a cultura, desporto e reportagens. Dar voz a quem não a tem e dar destaque a quem merece ser destacado!

Rogério Samora, Um dia de Cada Vez!

29.10.21 | Rogério Rosa

Samora.jpg

Conheci pessoalmente o Rogério Samora na Baixa-Chiado. Estava ele a falar com um senhor que bem poderia ter sido o seu pai. Nessa altura, estava ele na tvi, numa novela chamada" Fascínios".

Ninguém tem a vida na mão. Todos temos tudo e amanha, não somos nada.  Basta ser-se figura pública, que já se permite escrever e dizer tudo quanto se quer. Olhamos com a sensação de que os atores não sofrem, não choram, não têm familias que os desprezam, no fundo, não têm vida pessoal. Depois quando aparecem fenómonos de que estão doentes, acamados ou que morrem, é que se deparam que afinal, são pessoas iguais ás outras.

O que aconteceu ao Rogério Samora, antes acontecera á Maria João Abreu e antes ainda, a Pedro Lima. Todos com situações diferentes. Mas aos olhos dos fãs de cada artista, tudo é inacreditável ou parece mentira ter-lhes acontecido a eles e tão novos! Aqui, começa então a verdadeira desgraça, mas não só pelo que lhes aconteceu, mas pelo que a Comunicação Social, escreve! Aqui, "matam-se", ou acrescentam-se pontos ao conto. Começamos a querer saber tudo sobre eles e quanto á familia e sonhos, que não realizaram ou a admirar ainda mais, como se eles já tivessem morrido, porque nem sequer lhes dão oportunidade de recuperem.

Faz falta refletir. Parar e fazer uma introspeção e colocarmo-nos por momentos na pele de cada um deles. Tentar olharmo-nos de fora para dentro ou seja, como se saissemos de nós e olhassemos para nós. Isto vem na sequência do que aconteceu ao Rogério Samora.

Rogério Samoro, sempre se revelou ser um ator de excelência. Nunca recusou trabalho em nenhum canal. No cinema e teatro. Mas, hoje e graças ao seu primo Carlos Samora, que nos "obriga" a pensar em nós. O Rogério, nunca teve quem cuidasse verdadeiramente dele, casou e se divorciou e tem um irmão, que apenas o procurava para lhe pedir dinheiro e agora que está servido, já não lhe interessa. Sozinho, num quarto de hospital, sem ninguém, sem visitas familiares, sem visitas de amigos e colegas. No entanto, quando foram autorizadas as visitas, o primo e a ex-mulher, passaram a ser as únicas visitas do ator.

Pode ser uma imagem de 1 pessoa

Carlos Samora, não é só primo, mas um irmão, um pai! O único familiar capaz de fazer ver a toda a familia, que está lá todos os dias, no melhor e no pior e tem sempre uma frase"Um dia de cada vez". Carlos de certeza que faz com prazer e felicidade e ainda tem fé, que o Rogério volte ao convivio e á representação.

Todos devemos refletir e "se fosse connosco?", o que aconteceria? Teriamos um primo que estivesse sempre á cabeceira? E que fosse o nosso porta-voz na imprensa e junto de amigos e colegas? Isto obviamente coloca-se, a quem não tenha uma familia de apoio, que gostem deles, que os defenda, que os incentive.

No aniversário de Rogério Samora, parece que deu um sinal, "deixando cair a cabeça e uma lágrima". Pode ser um sinal de alerta de que está a voltar! Emociona tudo e todos menos ao irmão, já que o pai dele tem alzeimer e não tem qualquer noção do que se está a passar.

Como diz o Carlos, primo do Rogério Samora"Um dia de cada vez"

#rogeriosamora, #rogeriorosa

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

anúncios

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.